5 razões pra assistir o que quiser, inclusive Girlboss

A série mais comentada e criticada dos último dias é a Girlboss. Já assistiu? Depois de ler tantas críticas, resolvi dar a minha opinião sobre ela e algumas outras coisas.

girlboss

A série é sobre uma menina de 20 e poucos anos que está super perdida na vida, o que é bem comum nessa idade, e está sempre saindo dos empregos que consegue. Depois de quase ser despejada do seu apartamento, ela começa a reformar e vender roupas pelo eBay, e não é que deu certo? Ela monta a Nasty Gal e o negócio decola.

Essa história já é bem conhecida, já que existe um livro contando tudo isso. E é aí que os problemas começam..

Muitas pessoas leram o livro e acharam o máximo. Quando anunciaram que um seriado seria lançado, todos ficaram ansiosos para assistir nas telinhas aquela história inspiradora de empreendedorismo feminino.

Chegou o grande dia e a série foi lançada no Netflix. BUM! O mundo explodiu e as críticas começaram a surgir. Mas peraí.. o livro não era legal? Porque agora a Sophia é um monstro e não te representa?! – Nosso grande desafio são as expectativas que criamos, né? Ninguém mandou a gente achar que seria um conto de fadas ou uma aula de “como montar seu negócio de sucesso”.

Assim que comecei a ver os episódios, percebi que daria pano pra manga. Afinal, a Sophia é aquela típica garota que não sabe o que fazer da vida, larga tudo na primeira dificuldade, mas deu sorte de criar um negócio que deu certo. Ela deu duro? Claro. Mas as vezes o universo conspira a favor mesmo.

Tem gente que vai assistir e achar que esse é o caminho e que o massa é largar tudo e ser radical igual a Sophia? Sim! Mas também tem gente que vai assistir e só achar que é um filminho da sessão da tarde e que a vida continua.

A internet tá tão chata.. Tão cheia de lições de moral. Alguém me explica onde foi que a diversão se perdeu?

Porque tudo precisa ter uma lição pra nossa vida? Será que estamos tão vazios assim que temos que analisar e refletir sobre qualquer coisa?

Girlboss é só mais um seriado. Assim como o 13 reasons why que era a sensação das críticas da internet semana passada. Parem de ser chatos, amigos! Apenas assistam.. sem qualquer pretensão.

Aprendi com o 13 reasons why que o ‘problema do suicídio’ não é que precisamos divulgar um telefone de ajuda, e sim termos mais empatia pelo outro (sabe o que é isso?). Temos que nos fortalecer individualmente e internamente, e não só falar pro coleguinha que ele pode contar contigo. Afinal, pode mesmo?!

Voltando pro Girlboss.. ela é petulante, grossa e acha que tudo tem que ser do jeito dela? Mas qual é a novidade nisso? Todo adolescente e jovem adulto é assim. Você é assim.. ou já foi! Provavelmente, hoje, ela sabe que isso não é legal e mudou. Evolução.. amadurecimento. A vida é é desse jeito.

Enfim. O que quero dizer com tudo isso é: parem de querer tirar lições de moral em tudo. As vezes é só a história da vida de alguém que representa este alguém e não você. Nem tudo é sobre você ou sobre o feminismo.

Assista e seja feliz. Ou não!

ps.: ainda está procurando os 5 motivos? Eles não existem. Sabe porque? Porque você deve assistir o que quiser, independente dos motivos de outra pessoa 😉


E aí, qual é a sua opinião?