Arthur Bispo do Rosário ganha exposição na Casa Museu Eva Klabin, RJ

 

321332_730846_obra_cama_de_romeu_e_julieta___foto_rodrigo_lopes

Obra “Cama de Romeu e Julieta” / Fotografia: Rodrigo Lopes

A Casa Museu Eva Klabin traz de volta à Zona Sul obras de Arthur Bispo do Rosário em Flutuações, exposição que marca a 22ª edição do projeto Respiração, com curadoria de Marcio Doctors. Considerado uma das maiores referências da arte contemporânea brasileira, Bispo do Rosário é o primeiro artista morto a ser convidado para participar do projeto, que fez parte do circuito vip do ArtRio e está de portas abertas desde o dia 14 de setembro até 14 de janeiro de 2018.

Em Flutuações, nada na Casa será tirado do lugar e as obras de Bispo do Rosário não encostarão em nenhum objeto já presente. As doze obras selecionadas ficarão suspensas, como se estivessem flutuando, espalhadas pela sala renascença, hall principal, sala inglesa, sala de jantar, sala verde, quarto de dormir, closet e banheiro. No auditório com capacidade para 80 pessoas, será exibido o filme “O Prisioneiro da Passagem” (Hugo Denizart, 1982), onde é possível conferir depoimentos e imagens exclusivas de Bispo do Rosário.

Documentação da obra de Arthur Bispo do Rosário, Museu Bispo do Rosário - Arte Contemporânea, Rio de Janeiro.

Documentação da obra de Arthur Bispo do Rosário, Museu Bispo do Rosário – Arte Contemporânea, Rio de Janeiro. Obra “Abajur” / Fotografia: Rodrigo Lopes

 

A História de Arthur Bispo do Rosário

Nascido em 1909, Bispo do Rosário viveu os últimos 50 anos de sua vida como interno na Colônia Juliano Moreira, até 5 de julho de 1989. Foi lá, por volta dos anos 60, após receber um “chamado divino”, que iniciou o seu processo de fazer “um levantamento de todas as coisas do mundo”, como costumava dizer. Um enorme inventário que representasse sua passagem pela terra, como um verdadeiro testemunho.

Um rico, detalhado, autêntico e genuíno registro de um cotidiano fisicamente limitado, composto por coleções de utensílios como talheres, pratos, copos, potes, vasos, pneus, roupas, vassouras, sapatos, vidros, telhas, e moedas, até estandartes mantos minuciosamente bordados com descritivos de situações da sua vida.

321332_730848_obra_arquivo_ii___foto_rodrigo_lopes

Obra “Arquivo II” / Fotografia: Rodrigo Lopes

Mesmo sem se considerar um artista, mas um fazedor de coisas, Bispo do Rosário foi apreciado e admirado, ainda em vida, pelo meio da arte. Após sua morte é consagrado como um dos mais inventivos artistas brasileiros, graças à primeira exposição abrangente realizada sobre sua obra, em 1989, por Frederico Morais, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

O Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea é o guardião do acervo do artista e está localizado dentro do Instituto Municipal de Assistência à Saúde Juliano Moreira, no Rio de Janeiro. Vale ressaltar, ainda, que suas disputadas obras já foram expostas nos maiores e mais relevantes museus de todo o mundo, como Pompidou, em Paris, e o New Museum de Nova Iorque.

321332_730849_obra_balanca___foto_rodrigo_lopes

Obra “Balanço” / Fotografia: Rodrigo Lopes

 

Nas palavras do curador Marcio Doctors:

“Flutuações” nos traz dois personagens que viveram em uma mesma época, numa mesma cidade, atravessaram o mesmo tempo, mas que eram totalmente distintos. Com diferentes perspectivas e percepções do mundo que os cercava, criaram suas próprias realidades, que podem ser interpretadas a partir de suas particularidades e diferenças sociais, nos deixando um legado singular de suas passagens pelo mundo. Hoje, duas grandes potências espirituais, Eva Klabin e Arthur Bispo do Rosário se encontram, sem se encostar, como foi assim em vida, em uma intervenção reflexiva e emocionante, marcando a 22ª edição do Respiração.

 

Casa Museu Eva Klabin

Av. Epitácio Pessoa 2480 | Lagoa | RJ

Tel: 3202 8550

cultura@evaklabin.org.br | www.evaklabin.org.br

Quando: De 14 de setembro de 2017 a 14 de janeiro de 2018

Visitação: De terça a domingo das 14 às 18 hs

Ingressos:

R$ 10,00 (inteira) | R$5,00 (meia – acima de 60 anos e estudantes)

Gratuidade: crianças até 10 anos e aos finais de semana e feriados.