A onda da coleção sem gênero chegou na Zara

As marcas estão criando coleções sem gênero, agender ou genderless, há algum tempo, como mostrei aqui e aqui, mas agora quem entrou nesta onda foi a queridinha Zara.

zara sem genero

Antigamente o privilégio de se vestir bem ou de usar o que queria era apenas dos homens. As mulheres sempre tiveram muitos padrões a seguir e inúmeras proibições. Com o passar dos ano, tudo isso mudou bastante, mas ainda existem regras demais quando o assim é moda. ~ É ou não é? ~

Essas coleções unissex ou sem gênero são um grande marco no mundo fashion. Elas estão começando a quebrar alguns padrões e a colocar mais liberdade na cabeça das pessoas. Apesar de que esse conceito já era bem explorado na época do estilo grunge e etc.

Aos poucos as discussões sobre sexualidade e gênero tomam conta das rodas de amigos e da mídia, mas este assunto ainda é delicado e deve ser tratado com muito cuidado.

De uns tempos pra cá a Zara se tornou referência para muita gente. Lá é o melhor lugar para encontrar peças que estão em alta, coisas diferentes e com preços não tão absurdos. Existe ainda a questão sobre o trabalho escravo, que foi tratado neste post, mas agora o assunto é outro hehe

A coleção

A impressão que eu tive com esta, e com várias outras coleção sem gênero, é que eles apenas criaram peças masculinas que podem ser usadas por mulheres. Ou seja, nada extraordinário e inovador. No post que citei no início do texto sim eles CRIARAM o conceito sem gênero.

Vale lembrar que as mulheres hoje em dia estão super ousadas e usando tudo que querem, inclusive as roupas dos irmãos ou namorados, né? Talvez isso influencie um pouco meu julgamento.


Qual a sua opinião sobre essa e outras coleções sem gênero?