Desabafos consumistas

Comprar, comprar, comprar. A gente compra e compra sem saber bem se é por sentir falta de alguma coisa ou pela necessidade de ter alguns itens novos na coleção. 

O que você usa? O que você gosta? Por que você compra? Na verdade, a pergunta é por que você continua comprando apesar de já ter tudo o que você precisa? Quantas calças jeans você precisa pra ser feliz?

Você é o que você tem? Quantos pares de sapato são necessários para você viver bem?! 

A verdade é que passamos muito tempo desejando coisas para preencher lacunas dentro da gente, objetos que nos ajudem q expressar quem somos, mas perdemos o controle e pior, perdemos o controle da relação pessoa-objeto e as colocamos em uma posição mais importante do que as nossas relações com pessoas. 

O consumo é simbólico e serve para dar um sentido as nossas vidas vazias, serve para deixar a rotina maçante do dia a dia menos dolorosa e mais suportável.

A diferença entre consumo consciente e a forma doentia que consumimos hoje em dia mostra como as coisas se tornaram responsáveis pela nossa felicidade. Uma maneira leviana e superficial de lidar com os problemas da vida.

O mundo das coisas parece ter tomado conta da alma das pessoas. O império efêmero, definição de Lipovetski, rege nossas vidas e nos transforma em escravos do consumo exagerado e sem limites. Do que precisamos para sermos felizes? 

Às vezes me pergunto se não compramos para darmos sentido a vidas vazias. Acho que esquecemos o que somos realmente e passamos a dar atenção ao que usamos para complementar essa falta de profundidade nas pessoas.

Apesar de ser uma grande fã da moda e do trabalho de muitos estilistas. Mesmo consumindo menos do que eu gostaria e mais do que eu preciso, me pergunto se não gasto energia demais com desejos de consumo… Será que minha vida não seria mais fácil se não gostasse de marcas e coisas que apesar de serem importantes pra mim não tem importância real na vida. 

Acho que é preciso questionar a importância dos objetos na sua vida. Se perguntar o quanto significam pra você, e como seria a sua vida com menos.

Um passo à frente para não estar mais no mesmo lugar.