Efeito Meghan Markle no crescimento de marcas sustentáveis

A duquesa de Sussex, Meghan Markle, tem usado roupas de marcas sustentáveis em suas viagens e aparições na mídia, mas ela não é a primeira a fazer isso. Celebridades como Naomi Campbell e Dakota Johnson também já aderiram a onda e Emma Watson aproveitou a turnê de “A Bela e a Fera” em 2017 para promover apenas marcas sustentáveis.


Meghan Markle

O chamado “Efeito Meghan Markle” está sendo usado para descrever o impacto comercial nas marcas e peças usadas pela duquesa durante sua viagem para Austrália, Nova Zelândia, Fiji e Tongo.

Ela usou apenas marcas locais e sustentáveis, e o efeito foi significante no aumento da visibilidade, interesse dos consumidores e vendas.

Na viagem à Nova Zelândia, Meghan usou um vestido-blazer da designer Maggie Marilyn e foi um sucesso! Após ela usar o vestido que é 100% algodão e sua produção é sustentável e feita na Nova Zelândia, o tráfico do site aumentou bruscamente, além do número de seguidores e engajamento nas redes sociais.

Outra marca que sentiu o “Efeito Meghan Markle” foi a companhia de sapatos chamada Rothy’s. Celebridades como Lupita Nyong’o e Karlie Kloss usaram suas peças e o aumento de vendas foi legal, mas nada comparado às vendas após Meghan usar a sapatilha preta da foto abaixo.

Esta sapatilha é feita de garrafas de plástico reciclado e é produzida por um método de impressão 3D. O tráfico no site de vendas aumentou durante horas e o modelo de sapatilha usado pela duquesa vendeu muito e até modelos similares tiveram suas vendas duplicadas.


Não é demais?! Mais celebridades e influenciadores deveriam fazer o mesmo. Temos que usar nossa influência para o bem e para ajudar o planeta.