O pH da pele e seu impacto na função da barreira

Primeiro ponto que temos que entender é: o pH ideal da pele é ÁCIDO!

Ele é formado por todos os componentes do extrato córneo (camada mais externa na pele) e pelas secreções das glândulas sebáceas e sudoríparas.

Para manter a barreira da pele íntegra e funcionando corretamente (protegendo nosso organismo), precisamos da ajuda de várias enzimas que estão presentes no extrato córneo. Essas enzimas tem função lipolítica (quebram lipídeos) e ajudam na descamação natural que acontece.

Com tudo isso funcionando corretamente, atingimos um objetivo importante que é o de síntese e produção de ceramidas. As ceramidas estão sendo muito comentadas quando o assunto é skin care e cosméticos. Fiquem ligados!

Simplificando..

Precisamos manter o pH da pele ácido para que todas as estruturas, glândulas e enzimas trabalhem normalmente e renovem nossas células, mantendo assim a barreira de proteção.

O artigo aponta também evidências de que uma pele desidratada (com pouca água), desestabiliza a barreira natural da pele e compromete a saúde da pele, pois ocorre o que chamamos de perda de água transepidérmica.

E sabe como podemos melhorar e manter essa função de proteção da pele como barreira? Usando produtos com pH ácido diretamente na pele, que chamamos de uso tópico.

Mas pra saber todos os detalhes, continue lendo!


Fatores que afetam o pH da pele

Existem dois tipos de influência que alteram o pH da nossa pele:

  • Endógena, que também é conhecida como fisiológica ou interna.

Um desses fatores é a idade, acredita? Assim que nascemos o nosso pH tem um valor X e a medida que vamos envelhecendo, ele vai alterando junto.

Um recém-nascido tem pH neutro (7) e após 4 dias altera para 5.5. Junto com essa alteração, foi observado que o nível de hidratação aumentou com o passar dos dias.

Para jovens de 18 anos até idosos com 60 anos, percebeu-se uma estabilidade maior nos números do pH na maior parte do corpo.

Mesmo sabendo que a composição da pele muda em algumas áreas do corpo, pode-se afirmar que o pH não altera de forma significativa, mas ele é maior (menos ácido) em áreas mais hidratadas. Comprovamos isso pelos valores mais altos nas axilas, área inguinal e submamária e pontas dos dedos.

Outro fator importante que muda o pH é a cor da pele. Estudos mostraram que quanto maior for a quantidade de melanina (o que deixa a cor mais escura), menor será o pH (mais ácido).

O gênero também pode afetar esses números e já tem estudos mostrando que mulheres tem pH mais alto (5.6) que os homens (4.3), ou seja, homens tem pH mais ácido do que mulheres.

Sobre a influência do suor e do sebo, existem poucos estudos, mas esses identificam uma pequena alteração no pH dependendo da quantidade de ambos, deixando-o mais alto (menos ácido).

  • Exógena ou externa.

Quando falamos de fatores externos que afetam o pH, os mais polêmicos são a água e a limpeza com sabonetes. Será que afeta? Aumenta? Diminui?

Alguns estudos já identificaram um aumento leve do pH por 90 minutos APENAS limpando a pele com água, mas sabe-se que usando sabonetes alcalinos (pH 10.5 a 11) o valor do pH sobe ainda mais. Usando sabonetes ácidos e semelhantes à pele, esse aumento também acontece, mas por menos tempo e de forma mais leve.

Então, é importante deixar claro que SIM a água altera o pH da pele, mas voltaria ao seu normal, que é ácido, sozinha. Quando queremos que essa normalização aconteça mais rápido, temos que usar algum produto com pH parecido com o da pele (mais ácido) para que seja regulado.

Isso mostra que essa alteração do pH acontece nas camadas mais superficiais da epiderme (camada mais externa) e mais especificamente, no extrato córneo.

Sobre as roupas, há décadas já sabemos que a alteração do pH por causa das que abafam e ocluem a pele, existe. Hartmann foi um dos primeiros pesquisadores a mostrar o aumento significativo do pH nessas áreas ocluídas e afirmou também que só normaliza após 1 dia sem o uso das mesmas. #tenso


Sabonete facial e pH

No artigo, ele explica a influência do pH dos sabonetes e também da sua ordem de aplicação.

Para ficar bem fácil de entender, saibam que sabonetes podem ser formulados com soda cáustica (que será totalmente consumida durante o processo de produção e não terá mais nenhum perigo de queimar), que aqui chamo apenas de sabonete, e também podem ser formulado sem a soda, que chamarei de sabonete syndet.

Dupla limpeza com Sabonete primeiro:

  • Quando usamos o sabonete primeiro, o pH aumenta.
  • Após a mudança para os sabonete syndet, o pH diminui.

Dupla limpeza com Sabonete syndet primeiro:

  • Quando o sabonete syndet é usado primeiro, o pH diminui levemente.
  • E após aplicar o sabonete, o pH aumenta, mas para valores ainda menores que o inicial.

Observa-se que a mudança foi de mais ou menos 0.3 a menos usando o sabonete syndet primeiro, mas isso, mesmo parecendo pouco, faz muita diferença na nossa pele.

Limpeza única com Sabonete ou sabonete syndet:

  • Ambos aumentaram o pH, que abaixou sozinho após algumas horas.

Na minha opinião, os sabonetes syndet são melhores, pois tem menos chance de causar alergias e a alteração no pH é mais leve. Alguns estudiosos também apontam os syndet como melhores e dizem até que ele tem a capacidade de manter ou restaurar o manto ácido da pele.

Maaaasss.. cada pele é um mundo e você precisa testar na sua pra saber o que é melhor.


Doenças de pele e pH

Várias pessoas sofrem com dermatites e as vezes nem imaginam que essas alergias podem ter surgido pela alteração do pH da pele.

Quando falamos de dermatites atópicas, temos que levar em consideração causas genéticas e imunológicas, mas sem ignorar que uma alteração brusca no pH da pele, pode ressecar e causar a dermatite, devido à alteração da microbiota natural.

Analisando os valores do pH de pessoas saudáveis e outras com dermatite e eczema, percebeu-se que o pH das últimas eram significativamente maiores, deixando a pele com pH menos ácido e nós já sabemos que esse desequilíbrio, afeta a barreira de proteção. Faz sentido, né?

E além de afetar a barreira de proteção, observaram que essa mudança está diretamente relacionada com a secura e coceira da pele, que é comum em pessoas com dermatite.

Nas dermatites de contato, também foi observado aumento do pH nas bochechas de pacientes acometidos quando comparados com pacientes saudáveis. Esse aumento chegou a 6.6 e o normal da pele é de 4.2 a 5.6.

Doenças fúngicas podem ter maior incidência quando observamos pH menos ácido. Alguns estudos utilizando tecidos com alteração de pH, mostraram que o aparecimento de candida albicans, por exemplo, foi maior nas áreas com pH mais alto (6.0) do que nas com pH mais ácido (4.5). Esses dados me fazem pensar na alteração do pH vaginal e surgimento de candidíase, ein?


pH ácido e uso de syndet

Pra finalizar e resumir tudo isso em poucas palavras, entenda que, se tratando de pele, quando o pH está neutro (7), a capacidade de proliferação de bactérias é maior do que quando o pH está mais ácido (4.2 a 5.6).

Então, percebemos que mantendo o pH ácido, manteremos a proteção da pele por manter também sua função bactericida.

E sabe quando isso pode ser muito útil? Quando falamos de peles muito oleosas e adolescentes, que geralmente sofrem com as bactérias da acne.

Ou seja, esses mesmos sabonete syndet, que tem pH mais baixo, são ótimos para peles sensibilizadas ou com dermatites, eczema, rosácea, além das peles oleosas e com acne vulgaris.

Pensando na limpeza das mãos e vírus, já existem estudos comprovando a eficácia dos sabonetes ácidos em relação ao rinovírus e podemos trazer isso pra nossa atual realidade de coronavírus. Esses sabonetes estudados continham ácido salicílico e/ou ácido piroglutâmico.

ps.: estudos recentes mostraram que o ácido urocânico pode ser uma chave para manter o pH ácido do extrato córneo e por isso já tem tantos produtos com ele na composição. E expicando melhor, esse ácido é produto da degradação metabólica de um dos aminoácidos que forma as proteínas da pele, a histidina.


Leia o artigo completo e em inglês clicando abaixo:


Dúvidas? Qualquer coisa é só comentar aqui ou lá no @omnews!