Paris Fashion Week Primavera/Verão 2015

Entre os dias 23 de setembro e 01 de outubro, a cidade mais fashion do mundo recebeu visitantes de todos os lugares para a badalada Semana de Moda em Paris (Paris Fashion Week).

Diversas marcas marcaram presença, e escolhi dois dos desfiles que mais gostei pra mostrar pra vocês!


ELIE SAAB


Nascido em Beirute, em 1964, começou a desenhar roupas para as irmãs aos 9 anos de idade. Em 1997, foi o único criador não italiano a fazer parte da Camera Nazionale de la Moda (Câmara Nacional de Moda) e no ano seguinte apresentou sua primeira coleção prêt-à-porter na Semana de Moda em Milão. Em 2005, apresenta sua coleção pela primeira vez na Semana de Moda em Paris e em 2006 passa a fazer parte da Câmara Sindical de Alta-Costura como membro correspondente.

elie saab primeira

Nessa temporada Elie Saab traz uma proposta completamente diferente do que estamos acostumados. Deixou de lado todo o glamour dos longos vestidos de renda monocromáticos e apresentou vestidos inspirados na Costa Amalfitana e no “mundo submarino”. Abusando dos tons que lembram praias, do degradê, dos bordados, das fendas e rendas leves, levou suas clientes à loucura.


CHANEL


Um dos desfiles mais esperados é o da Chanel, conduzido por Karl Lagerfeld. No ano passado, a marca surpreendeu apresentando seu desfile em um supermercado, e este ano, seguindo na mesmo ideia, recriou um boulevard parisiense à perfeição dentro do Grand Palais, onde sempre faz seus shows. Eles expandiram em 25 metros o espaço, totalizando 130 metros com ruas e prédios cenográficos.

chanel primeira

O destaque do desfile foram as estampas florais, pintadas originalmente em aquarela pelo próprio estilista. O clássico tweed aparece em combinação com outros materiais e novas versões, como os croppeds. As listras, terninhos, calças de modelagem mais larga e o preto e branco também marcaram presença trazendo à coleção prêt-à-porter um toque de street wear.

chanel segunda

chanel quarta

chanel terceira

Mas o auge do desfile foi a passeata que Karl reproduziu na passarela, onde as modelos, incluindo a top Gisele Bündchen e Cara Delevingne, foram convidadas a gritar por direitos iguais para as mulheres e contra o machismo. A manifestação faz referência aos eventos de Maio de 1968, quando a população francesa foi às ruas, ao discurso de Emma Watson nas Nações Unidas, quando ela chamou os homens para lutarem pelos direitos das mulheres, e também aos protestos que estão ocorrendo na China, onde a população jovem clama por democracia.

chanel protesto

Aqui está o vídeo com o desfile completo da Chanel:

Beijos, Anna Carolina!