Resenha do filme: “O Amante Duplo”

 

Para me ajudar a acompanhar a maratona do Festival Varilux de Cinema Francês pedi ajuda à amiga Mariângela Marques pra deixar todo mundo inteirado do que está rolando nos cinemas brasileiros até o dia 20/6 😎 faremos o possível para ter acesso à maior quantidade de títulos possíveis até lá, esperamos que gostem!

 


“O Amante Duplo”

SINOPSE

L´amant double

De François Ozon

Com Marine Vacth, Jérémie Renier, Jacqueline Bisset

2017 – Drama/Suspense – 1h47

Distribuição no Brasil: California Filmes

Sinopse: Chloé, uma jovem frágil, se apaixona por seu psicoterapeuta. Alguns meses depois, eles vão morar juntos, mas ela descobre que seu amante lhe escondeu um outro lado de sua identidade.

 


Resenha

por Mariângela Marques    

O filme já te traz questionamentos nas primeiras cenas, afinal, quando um paciente se aproximaria do terapeuta numa imagem esplêndida de confrontação e contemplação de simples seres humanos?

unnamed2

Chloé e Paul (Marine Vacth e Jéremie Rénier)

Chloé e Paul se misturam numa sintonia esquisita de outros personagens que se dividem em cinco e, se não for o contrário, os cinco são uma só pessoa.

Querendo reprimir a dor que ela cria ser, somente, psicológica, Chloé procura o terapeuta Paul para mentir, iludir, apaixonar, trair, inventar e redimir. Surpreendente emoção psicótica porque a má formação fetal de irmã gêmea a levou para delírios. Ou para verdades que nos parecem delírios.

Que filme!