Resenha: Hot Girls Wanted – Filme

A indústria do sexo online gera muito mais dinheiro do que a gente pode imaginar. Pra você ter ideia, as pessoas entram mais em sites com vídeos pornô do que no Netflix, Amazon e Twitter juntos.

O filme Hot Girls Wanted conta a história de algumas meninas que saíram de suas casas para trabalhar com filmes pornôs “amadores” ou “pro-am”. Esse tipo de vídeo, que parece ser caseiro, mas é feito por amadores profissionais, é o que mais rende visualizações. O que dá dinheiro hoje não é mais a atriz pornô que finge ser a menina comum, e sim a menina comum que começa a se aventurar online.

Ao assistir, percebemos que a maioria das pessoas que entram nesse meio, é de adolescentes que queriam sair de casa e escolheram este caminho achando que seria mais fácil. Tanto não é mais fácil, que a maioria desiste nos primeiros 3 meses. Apenas algumas, as que fazem mais sucesso, duram 1 ano.

O filme todo se passa na casa de um agente que seleciona meninas para trabalhar. Cada menina além de dividir o quarto com outra e fazer fotos para divulgação, aceita todo tipo de trabalho que ele consegue. Inclusive um que é chamado de “abuso facial”, onde um cara fica gritando, xingando e batendo na mulher e a força a fazer sexo oral nele até vomitar. (maravilha né?!)

É interessante ver como essas meninas encaram os trabalhos, relacionamento fora dos filmes e família. Uma delas até diz que tem trauma de sexo (por causa de uma experiência de quando era mais nova) e só consegue transar nos filmes.

Se você gosta de estudar e refletir sobre o comportamento de homens e mulheres, vai gostar de assistir esse filme.

Ele mostra que escolher caminhos que parecem mais fáceis pode ser bem doloroso e que não importa quanto dinheiro você ganhe, não vale a pena se submeter a algo que vai contra os seus princípios.


Trailer