Tá fazendo moda: Nem todo momento é um flash

Cá estou eu, de novo, mas dessa vez é outro papo!

O “Tá fazendo moda” veio para que eu possa mostrar um pouco da minha vida louca de estudante, sim porque eu já ouvi muitas meninas dizendo que querem fazer Moda e que são apaixonadas pela Moda, mas será que alguma delas realmente sabe como é a faculdade?

Quando comecei a pensar no curso imaginava uma coisa completamente diferente e preciso dizer para vocês que a surpresa foi muito melhor que a expectativa. Nada de vida mole, nada de desfiles atrás de desfiles, fotos, looks do dia e sorrisos perfeitos, no dia-a-dia, a faculdade é bem diferente! Trabalhos toda semana, desenhos infinitos, desfiles apenas em Fashion Week e quando você ganha convite, porque sempre cai na semana de entrega e você está louca sem tempo para respirar. Finais de semana são praticamente inexistentes e manter qualquer relacionamento é uma prova de resistência.

faculdade

Nossa, mas o que essa ‘vida de gado’ pode ter de bom? Digo por mim e pela maioria das minhas amigas, toda a loucura dos trabalhos e do dia-a-dia que nos fazem virar a noite acordadas e muitas vezes passar semanas sem tirar o coque do cabelo são totalmente recompensados quando você vê o seu trabalho pronto, vê que consegue se destacar em uma entrevista de emprego e se vê pronta para resolver qualquer problema. Junto com todas as dores de cabeça, junto com a faculdade vem uma segurança e uma força de vontade que eu não sabia existir dentro de mim.

Digo com sinceridade pura meninas, fazer moda não é total glamour, mas é completamente apaixonante. Você aprende tudo, mas tudo mesmo! Desde cores, formas, desenhos, estampas, cortes, moldes, jóias, acessórios, sapatos. Você aprende a fundo, e não só o que combina com o que! Você aprende a fazer, a entender, a compreender!

Esqueça os dias em que você não olhava outra etiqueta sem ser de preço, ou quando você comprava o vestido dos sonhos, mas não sabia explicar o porquê dele estar tão estranho no seu corpo, ou o dia em que você vestiu apenas um jeans porque teve medo de ousar. Quando se inicia a faculdade de moda você fica alucinada por etiquetas de composição e modo de lavagem, olha cada costura, cada detalhe com outros olhos, você começa a entender que ser diferente é muito fácil, difícil é ser você mesma!

etiqueta

Passa até por momentos constrangedores como, por exemplo, passar por tarada no metrô porque está fissurada pelo desenho da costura do bolso traseiro de uma mulher, ou quando tem que imprimir vinte mulheres nuas na gráfica para desenhar. Tudo isso vale a pena e eu estou aqui para mostrar para vocês cada passo cada momento que faz a escolha de ‘fazer moda’ a melhor de todas.

Vai dizer que você não ficou curiosa?

Espera até eu começar a mostrar esse universo, você não vai conseguir parar de ler! 😉

perfil marilia de santi - olho mágico