Tá fazendo moda: Semana de entrega

Segunda-feira e graças a esse feriado lindo eu não tive aula! Preciso falar meninas, quem falou que faculdade é fácil, ou melhor, quem falou que faculdade de moda é fácil merecia um choque de realidade!

Essa última semana minha vida foi baseada em: D-E-S-E-S-P-E-R-O! Tudo graças à temida semana de entregas. Pense assim, são doze matérias, sendo dez com trabalhos e apenas duas com prova. E não vá pensando que são trabalhos fáceis como somar dois mais dois, foi trabalho braçal.

 Tive que fazer oito desenhos de observação com sombra e luz, molde de vestido, fazer pesquisa sobre lojas e seus públicos alvos, prova sobre máquina industrial, criação de uma empresa, criação de um anel, croqui com influência da mesopotâmia, quatro tecidos no tear verão/inverno, um livro sanfona, uma prova sobre a história do surgimento do conceito de moda, um trabalho sobre a hipertecnologia e para finalizar cinquenta desenhos de corpo, com cabelo, rosto e sapato.

Untitled Com um pequeno espaço entre uma entrega e outra, minha vida durante o último mês foi regada a muito cabelo sem lavar, noites sem dormir, dias sem saber o que é almoço ou janta e finais de semana acordando com despertador e dormindo depois da meia noite. Agora você deve estar pensando, UAL QUE LUGAR É ESSE? Eu te digo, esse lugar se chama: Faculdade Santa Marcelina, culpado pelo meu desespero e realização de sonhos.

 Se você quer fazer moda com certeza já ouviu falar da FASM. Foi onde o Alexandre Herchcovitch, esse aposto que você já ouviu falar, se formou! Assim como a Emmanuelle Junqueira que quem ama noivas, também já ouviu falar.

Untitled1

Quem foi à exposição da Zuzu Angel com certeza ouviu falar do meu professor de História da Arte, João Braga. Se comprou na Ellus, deve saber que suas roupas foram muito bem pensadas por ex-alunos da FASM, se já leu Harper’s Bazaar saiba que são palavras escritas por ex-fasmianos.

Pois é, eu falei que mesmo com essa vida de gado, a faculdade valia a pena. E não para por ai não viu? Nomes como Constanza Pascolato e Fause Haten passaram por lá no começo do ano, em uma palestra incrível.  Assim como a Emmanuellle foi semana retrasada. Dudu Bertholini, Walter Rodriguez e Lilian Pacce participaram da bancada do Fórum, desfile que acontece todo final de ano para os alunos apresentarem seus trabalhos de TCC.

 Untitled3

 Enfim, se você conhece um pouquinho da área com certeza já ouviu falar sobre minha amada FASM.

Além de ter nome pelos seus ex-alunos e história, a Santa também é conhecida pela garra e peso que os alunos carregam para a vida. Um aluno Santa Marcelina sabe trabalhar pesado, aguenta pressão e é preparado para um mercado disputado. Não desmereço as outras faculdades, mas posso te garantir que como a Santa não tem!

Desde o primeiro dia ao último os professores não aceitam nada menos do que 100% de nós. Não fica quem não gosta, não fica quem só quer passar o tempo, não fica quem tem dúvida. A Santa Marcelina faz quem não tem garra sair fora. Pra aguentar não é qualquer um. Mas todo o esforço, todo o sufoco tem resultado garantido.

Apesar de como todo lugar, a FASM tem seus pontos fracos e fortes, é óbvio que a opinião sobre a faculdade é muito pessoal, mas não teria o nome que tem se não fosse boa, não acha? Agora, tem problemas é claro! A infraestrutura não é perfeita, todos os professores não são perfeitos, o atendimento não é perfeito e há muito a melhorar. Mas me diz, que lugar você conhece que é perfeito e que não precisa de melhoras? Eu ainda não conheci.

De qualquer forma, falei tudo isso para explicar o porquê eu deixei a coluna da semana passada vazia e mantendo o foco de contar como é uma faculdade de Moda. Ela não é um sonho, mas com certeza te fará ser parte de um no futuro! 😉

Fotos retiradas do site da faculdade Santa Marcelina.

Mais fotos sobre a faculdade e meu dia-a-dia, me segue no instagram: @mariliadesanti 😉

10250844_724377910947504_878365909_n