Tempero Carioca será a atração de novembro no projeto Samba de Bamba

tempero-carioca_foto-alessandra-savo

O grupo Tempero Carioca será a atração do Projeto Samba de Bamba, hoje, às 20 horas, no Teatro da CAIXA em Brasília (SBS Quadra 4 Lotes 3 e 4 – Edifício anexo à matriz da Caixa). Na ocasião o hepteto de sambistas, formado por Agrião (pandeiro e voz), Evandro Lima (violão de 7 cordas), Marcelo Pizzott (tantan e voz), Marquinho Basílio (surdo), Marquinho China (pandeiro e voz), Nelci Pelé (pandeiro e caixa) e Serginho Procópio (cavaco e voz) vai mostrar ao público brasiliense o autêntico samba da Lapa.

O Tempero Carioca concilia em seu repertório clássicos do samba de roda, de partido alto, e tem como referência grandes nomes do gênero, como Noel Rosa, Cartola e Candeia. Além de composições de alguns de seus integrantes, que já tiveram muitas de suas músicas gravadas por Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, Mar’tnália entre outros.

O grupo que se apresenta regularmente no Carioca da Gema, tradicional reduto de sambistas do Rio de Janeiro e local reconhecido por ser um dos responsáveis pela revitalização musical da Lapa, está em fase de finalização do primeiro disco, com sambas de autoria de seus integrantes e também de compositores e parceiros consagrados, como Arlindo Cruz, Sombrinha, Toninho Geraes e Toninho Nascimento.

A última atração do projeto este ano é a cantora brasiliense Cris Pereira, no Dia do Samba, 2 de dezembro.

Serviço

Samba de Bamba – show com o grupo Tempero Carioca.
Horário: 8 de novembro, terça-feira, às 20 horas.
Local: Teatro da CAIXA, Brasília (SBS Quadra 4 Lotes 3 e 4 – Edifício anexo à matriz da Caixa)
Ingressos: R$20 (inteira) e R$10 (meia entrada). Estudantes, professores, funcionários e clientes CAIXA, pessoas acima de 60 anos, doadores de item solicitado no mês e assinantes do Correio Braziliense.
Duração: 1h30
Classificação indicativa: 12 anos
Lotação: 406 lugares

 

SET LIST DO SHOW:

Sou mais o samba – Candeia
Luz da Inspiração – Candeia
Agora é cinza – Bide e Marçal
Apoteose ao Samba – Silas de Oliveira e Mano Décio
Roda de partideiro – Wilson Moreira e Doutor
Filosofia do Samba – Candeia
Não tem veneno – Wilson Moreira e Ney Lopes
Jurar com lágrimas – Paulinho da Viola
Na linha do mar (galo cantou) – Paulinho da Viola
Seqüência da Velha Guarda da Portela
Temporal – Doca
Mulher, vai procurar seu dono – Rufino
Caco velho – Rufino
Serei teu ioiô – Paulo da Portela
Mulher ingrata – Chatim
Todo lugar – Chatim
Argumento – Paulinho da Viola
Acreditar – Dona Ivone e Delcio Carvalho
Minha verdade – Dona Ivone e Delcio Carvalho
Alguém me avisou – Dona Ivone
Mas quem disse que eu te esqueço – D. Ivone e Hermínio B. Carvalho
Meu drama – Silas de Oliveira e Mano Décio

 

 



Acompanhe a CAIXA Cultural nas mídias:

@imprensaCAIXA
www.caixa.gov.br/imprensa
www.caixa.gov.br/caixacultural