Tendências das Passarelas Internacionais

É dada a largada às temporadas de desfiles do primeiro semestre de 2015 e eu, Laís Loiola, produtora de moda e coolhunter, fui convidada pela Rafa Rabelo para acompanhar tudo de perto e fazer uma análise das tendências que serão apostas das grandes grifes internacionais!

Primeiramente, me sinto na obrigação de comentar sobre a disposição do calendário fashion, pois até mesmo os mais entendidos no assunto se confundem – é complexo mesmo!!!

As estações no hemisfério norte ocorrem ao inverso daqui, por exemplo, em meados do mês de março, no norte, é o começo da primavera, enquanto no sul – isso inclui o Brasil – é o início do outono. Por isso fica estranho ver a coleção de outono/inverno nas passarelas europeias, enquanto derretemos no calor de 40 graus por aqui, não é mesmo?!

Esclarecido esse pequeno grande detalhe!!!

Nada mais apropriado que abrir os serviços fazendo uma análise da temporada Primavera/Verão 2015 da Haute Couture, diretamente de Paris:

elie saab

O grande catalizador motivacional para esse desfile foi um vestido com estampas de tulipas usado por sua mãe. A grande surpresa dessa temporada foi a injeção de estampas, uma vez que sempre teve preferência pelos lisos.

Saias amplas, cinturas marcadas e macacão com decote profundo (ousadia desta coleção) foram as apostas da marca, mas sem dúvida, o grande destaque ficou com as estampas em efeito 3D.

chanel

Como módulo temático – a jardinagem moveu a criatividade de Karl Lagerfield. Uma estufa feita de papel serviu de cenário para o verão superfloral e maximalista.

Jaqueta cropped, tops e saias midi, cintura baixa, silhueta acinturada e a releitura do seu icônico tailleur com minissaias e cores vivas como o laranja, azulão e amarelo.

Para fechar, bordados riquíssimos, dobraduras em 3D e looks melindrosas, em referência na década de 20.

dior

Raf Simons, inspirado simultaneamente nos anos 50, 60 e 70, fez um espetáculo repleto de referências não parecer nem um pouco com uma coleção sem sentido.

Listras metalizadas do macacão com pernas arredondadas, macacão justinho a la Pucci e uma releitura das capas – com modelagem com mangas e transparência.

Saia ampla à New Look convive lado a lado com macacões justos e minissaias.

Patchwork em alta!!!

gautier

Primeiro desfile após anunciar fim dos trabalhos prêt-à-porter e dedicação exclusiva da marca à alta costura, o que gerou uma enorme expectativa, foi intitulado “61 maneiras de dizer sim” e trouxe como tema o símbolo mais tradicional do closet feminino – o vestido de noiva.

Na mesma linha provocativa e inventiva, a grife trouxe inspirações para noivas e alguns modelos híbridos assimétricos, metade noivo, metade noiva (AMEI!!!).

Para fechar com chave de ouro, nada mais, nada menos que Naomi Campbel vestida de buquê!!!

schiaparelli

Sem nenhum grande nome para substituir Marco Zanini, a grife desfilou com assinatura do seu time criativo.

Baseado no surrealismo, as apostas foram em cores chocantes ao estilo da própria Schiaparelli, e estampas de mãozinhas e corações.

Silhuetas amplas e muitos vestidos, e o toque final ficou por conta das casquetes do chapeleiro Stephen Jones.

valentino

Romântica por excelência, Pierpaolo Piccioli e Maria Grazia Chiuri recitaram sobre o amor nas passarelas parisienses. Textos do “Inferno de Dante”, Shakespeare, trilha italiana e obras de Chagall foras usados como módulo temático.

Vestidos esvoaçantes, florais em renda, pipas, uma pegada folk russa, tendência medieval com decotes quadrados ao estilo camponês e desenhos ingênuos dão ar lúdico ao espetáculo.

resumo da ópera

Vestidos fluidos em cartela de cores em tons diluídos de verde e rosa imperaram nesta temporada primavera/verão 2015 HC Paris, o que não significou que teríamos apenas looks românticos demais!

No desfile de Elie Saab, ganharam plumas e cristais no mesmo tom.

Chanel apostou no rosa-blush em vestidos em silhueta A minimalistas.

Valentino combinou o verde-pistache com nuances nude e dourado.

Versace mostrou que o neoprene – antes visto apenas como material esportivo – chegou com tudo à Alta Costura. E Dior atualizou seu New Look com o material tecnológico em tons intensos.

O jumpsuit (nosso conhecido macacão) foi a grande peça chave desta temporada, apostas de marcas de peso como Dior, Schiaparelli e Versace.

Então, gostaram? Esse foi apenas o começo de um grande ano para a moda, e eu espero vocês todas as quintas por aqui para conferirem as novidades das passarelas internacionais!!!

Próxima parada:  New York City !



Calendário



Prêt-à-porter

Nova York
De 12 a 19 de fevereiro

Londres
De 20 a 24 de fevereiro

Milão
De 25 de fevereiro a 3 de março

Paris
De 3 a 11 de março

São Paulo Fashion Week (Verão 2016)
De 13 a 17 de abril



Quero agradecer demais a confiança que me foi dada pela Rafa em ceder esse espaço para que eu possa passar um pouco da minha experiência na área e espero que tenhamos uma troca de conhecimento bastante rico.

Beijo grande,

Laís Loiola.