Tomie Ohtake e Francisco Goya na CAIXA Cultural Brasília

Esta semana fui até a Caixa Cultural Brasília conhecer em primeira mão as duas exposições super legais que estarão aqui de 10 de janeiro a 4 de março: Cor e Corpo da Tomie Ohtake e Loucuras Anunciadas de Francisco Goya.

Pela primeira vez a Caixa Cultural chamou jornalistas e influenciadores digitais para uma visita guiada para apresentação das exposições. O mais legal é que as curadoras responsáveis pelas amostras estavam lá para nos explicar cada detalhe das obras e tirar nossas dúvidas. Foi incrível!


Visita Guiada

Cor e Corpo – Tomie Ohtake

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-capa-1

A artista Tomie Ohtake que nasceu no Japão, mas naturalizou-se brasileira, é referência na arte abstrata nacional. Diferente da maioria, ela começou a trabalhar tarde, aos 40 anos.

Nesta exposição, vemos 40 obras de seu próprio acervo, mas é importante lembrar que ela não tem todas as fases da artista. Não tem o começo e nem os últimos anos, mas é um bom panorama do que ela fez e continuou fazendo até os últimos dias, com 101 anos.

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-1

O que mais gostei das obras de 1970 da Tomie é que ela usava recortes e rasgos de revista como base e recriava até mesmo as texturas do papel. Fica extremamente realista e até parece que são colagens ao invés de pinturas.
tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-4

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-3

Todas as obras são sem título para que cada um interprete da forma que quiser, pois ela acreditava que nomear um quadro ou escultura, poderia nortear e até manipular nossos pensamentos.

Nas obras de 1987 vemos formas mais marcadas e controladas, e muita delicadeza imitando a pincelada. Foi uma época em que ela já era mais entendida nas pinturas e teve muita inspiração na cultura japonesa. Tomie gostava muito de estudar técnicas novas para conseguir se renovar sempre.

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-2

Quando vocês forem ver a exposição, dêem um pouco mais de atenção às obras que estão ao fundo. São gravuras sobre vidros super bonitas. Foi uma série toda dedicada às sombras, para dar ideia de formas tridimensionais, como se tivessem largura e espessura. (resolvi não colocar nenhuma foto pra não estragar a surpresa pra vocês hehe)

As obras que mais gostei, são as que remetem a processos fisiológicos e têm formas mais orgânicas. É claro que isso é uma interpretação minha que sou da área da saúde kkkk a maioria das pessoas enxerga luas e coisas do tipo, mas eu só vejo cérebro e sangue!

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-7 tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-6

Além de pinturas e gravuras, a artista trabalhou com esculturas que podem ser encontradas em museus e prédios nacionais e internacionais. Ela criava formas que interagem com o espaço e suas sombras fazem parte da composição. Se olhar de pertinho, verá traços irregulares nas esculturas como se tivessem as formas das mãos dela.

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-5

 


Loucuras Anunciadas – Francisco Goya

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-capa-2

A exposição de Francisco Goya é chamada de Loucuras Anunciadas e é bem diferente da anterior. Nas 19 obras que vimos, não tem nada de abstrato, mas sim muito sentimento com uma pitada de surrealismo. Foi ele quem mudou as regras da sua época e criou a modernidade e a subjetividade na Espanha.

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-9

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-8A entrada da amostra é marcada por uma imagem de um homem com asas, simbolizando a utopia tão defendida por Goya. Ele sonhava em voar, buscava a liberdade e não abria mão de colocar todo o seu sentimento nas obras e lutar contra a opressão da época.

Apesar de trabalhar diretamente com o Rei Don Fernando VII, ele era muito perseguido por causa de suas ideias inovadoras e ousadia das obras. Por isso, se recolheu nas quintas dos surdos para produzir sem interferência. Ele ficou surdo aos 46 anos e passou a retratar o significado disso em sua vida em todas as obras.

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-10

As obras de Goya mexem muito com a gente. Na imagem acima, por exemplo, vemos uma coruja com rosto humano ao centro que simboliza a alma. É impressionante como podemos enxergar detalhes muito diferentes dependendo da distância que olhamos o quadro.

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-12

Lá no espaço você encontra o zoom de várias partes importantes das obras com explicações logo abaixo. Dessa forma, fica fácil de compreender o que o artista quis dizer. Além disso, tem uma parte interativa, onde podemos nos vestir e nos transformar nos personagens das obras de Goya.

tomie-ohtake-e-goya-na-caixa-cultural-brasilia-11

 

Fotos: Uirá Godoi

Francisco Goya – Loucuras Anunciadas

Data: 10/01/2018 a 04/03/2018Como Chegar
Horário: Terça a domingo, das 9h às 21h
Local: Galerias Piccola I e II | Valor do Ingresso: Entrada franca


Tomie Ohtake – Cor e Corpo

Data: 10/01/2018 a 04/03/2018Como Chegar
Horário: Terça a domingo, das 9h às 21h
Local: Galeria Principal | Valor do Ingresso: Entrada franca


Foi uma experiência maravilhosa! Não deixem de ir lá conferir e me contem o que acharam!