Cleasing Oil é febre entre as asiáticas

A limpeza da pele é um cuidado diário que precisamos ter com o tecido cutâneo e que deve ser realizado por todas as pessoas, independentemente do tipo da pele. 

Isso por que o hábito é o responsável por remover as sujidades que se acumulam na pele durante o dia, incluindo a maquiagem, resíduos de hidratantes e fotoprotetores, células mortas e, principalmente, partículas de poluição, que, através do estímulo da formação de radicais livres, colaboram com o envelhecimento precoce”, explica a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Existem diversas formas de se realizar essa higienização, sendo que, com o avanço das pesquisas na área dos dermocosméticos, surgem cada vez mais inovações para se realizar esse cuidado da forma mais eficaz possível. Um exemplo é o cleansing oil (óleo de limpeza), que é a mais nova moda entre as sul-coreanas quando o assunto é a limpeza da pele.

De acordo com a dermatologista, os produtos do tipo cleasing oil possuem uma combinação de óleos de limpeza em sua composição que se ligam com as impurezas, partículas de poluição, maquiagem e oleosidade presentes na pele, levando-as embora ao serem removidos.

“A vantagem desses produtos está no fato deles limparem a pele de forma extremamente suave, sem agredi-la ou alterar seu pH, além de também hidratarem, mantendo assim intacto o manto lipídico, que é responsável por evitar a desidratação e proteger o tecido cutâneo. Logo, não há de efeito rebote, que ocorre quando as glândulas sebáceas da pele passam a produzir mais óleo na tentativa de neutralizar o efeito de secagem geralmente causado por sabonetes e tônicos mais agressivos”, destaca.

Dessa forma, os cleansing oils são ideais para pessoas com pele normal ou sensível. O que não quer dizer que esses produtos não possam ser usados por pessoas de pele oleosa ou seca. “Mas, nesses casos, é importante consultar um dermatologista antes de utilizá-los, pois a pele de cada um de nós possui necessidades muito diferentes umas das outras. Então, às vezes, peles mais oleosas poderão sentir falta também da aplicação de um tônico antioleosidade, assim como pessoas de pele extremamente seca precisarão de um hidratante extra”, recomenda a médica.

Sobre o modo de uso, a Dra. Paola explica que esse tipo de produto deve ser aplicado e espalhado por toda a pele da face com movimentos de massagem para que haja interação entre os óleos presentes na composição e as partículas de sujeira acumuladas na pele. Em seguida, deve-se remover o produto com uma toalha de rosto úmida.

Outras formas de higienizar a pele – Além dos cleansing oils, existem muitas outras formas de se higienizar a pele, sendo que cada uma delas deve ser utilizada levando em consideração uma série de fatores que vão ser diferentes de pessoa para pessoa. Entre os produtos para a higienização do tecido cutâneo, os sabonetes faciais tendem a ser os mais utilizados, pois são os que possuem maior ação de limpeza na pele. 

“Podendo apresentar-se em forma líquida, em barra, creme, gel ou espuma, estes produtos possuem diversos princípios ativos, sendo usados para higienizar desde a pele seca até a mais oleosa, dependendo da composição de cada um”, afirma a especialista. Outra opção na hora de lavar o rosto são as loções de limpeza, que são higienizadores faciais mais suaves, pois contém menos ou nenhum surfactante. “Dessa forma, são mais indicadas para pessoas que sofrem de pele sensível ou para ajudar a remover a maquiagem, por exemplo.”

De qualquer forma, saber exatamente qual tipo de sabonete facial é o mais indicado para você é algo difícil, pois, como citado, além da enorme quantidade de produtos disponíveis no mercado para este fim, a escolha depende das características especificas da pele de cada um. “Logo, a maneira mais fácil de descobrir qual o sabonete facial ideal para você é através da consulta com um dermatologista. Apenas ele poderá realizar uma avaliação completa de sua pele e indicar o produto mais adequado para o seu caso”, finaliza a Dra. Paola Pomerantzeff.


DRA. PAOLA POMERANTZEFF: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais. http://www.drapaola.me/