Deslocada

Invisível. Já se sentiu assim? Como se sua presença não fosse notada, nem fizesse diferença no ambiente em que se encontra. É um sentimento que conheço bem desde sempre. Deslocada, é como me sinto na maioria das ocasiões sociais.

Por mais que não pareça, isso acontece com bastante frequência. Será que nunca vou me encaixar em nenhum lugar? Será que um dia vão querer realmente me ouvir de verdade e acompanhar o que tenho para compartilhar? São algumas perguntas que se passam por minha cabeça.

De quanto mais gente estou rodeada, mais me sinto an outsider. Quem sou eu afinal em meio àquelas pessoas? O que tenho a dizer? O que elas tem a dizer? Será que estão me escutando de verdade?

Sempre me senti desajustada por não conseguir seguir padrões e, na verdade, transitar entre vários. Não consigo ser uma coisa só, gostar de um só estilo de música, ir sempre ao mesmo lugar e permanecer na mesma rotina. Essa não sou eu.

Sinto-me deslocada como se minha voz não fosse ouvida, abafada por conversas triviais das quais não posso participar. Como uma barreira transparente que nada reflete, nada pode responder, apenas existe ali por algum motivo. Muda. Petrificada. Sufocada pelas outras vozes.