|Introducing| Diana Vreeland

vreeland

Mesmo antes de sua morte, em 1989, Diana Vreeland já havia se tornado um ícone da moda. A lenda por trás da Harper’s Bazaar e Vogue que tinha o olho o avantgarde, para o novo, para as próximas tendências. Diana Vreeland, nasceu em Paris em 1909 mas foi em 1936, quando começou sua carreira na Harper’s Bazaar que o mundo conheceu seu trabalho. Sua coluna “Why Don’t You” ficou famosa por dar dicas de moda e estilo de vida  super atuais para a época.vreelanddd “Why Don’t You” marcou o inicio da carreira de Vreeland, no entanto, a grande depressão do período fazia com que seus conselhos e dicas se tornassem utópicos, levando Diana a ocupar o cargo de editora de moda da Harper’s Bazaar.
dianavreelandEm 1962 Diana Vreeland assumiu o cargo de editora chefe da Vogue mantendo sua força e influência no mundo da moda. Vreeland trabalhou com lendas da moda, como o fotógrafo Richard Avedon, e preveu tendências como o biquini. Enquanto comandada por Diana Vreeland a Vogue inovou em matêria de editorial. Foram muitas extravagâncias, mas os resultados eram incríveis. A verdade é que Diana é parte da evolução da moda.
vreeland 2 Em 1971 Diana se despede da Vogue, mas não deixa o mundo da moda. Contratada como consultora para o Metropolitan Museum of Art montando exibições de moda. vreeland 4

Diana Vreeland morreu em 22 de Agosto de 1989 deixando não apenas saudade, mas um legado impagável para a moda. Diana criou o cargo de editora chefe da Vogue e deixou sua marca na história da moda produzindo editoriais incríveis e inovando de maneira única.
vreeland 5

A primeira editora de moda da História da história comandou por 25 anos a Harper’s Bazaar e 9 anos  Vogue americana. Coco Chanel, Jackie Onassis e Andy Warhol são apenas alguns dos seus célebres amigos. Inclusive, graças a Jackie Onassis, após ter saído da Vogue (boatos correm que o motivo teria sido extrapolar os orçamentos) , que Vreeland conseguiu o posto de consultora especial de Vestuário do Metropolitan Museu de Nova York, criando mostras memoráveis como “The World of Balenciaga” (1973), “Hollywood Design” (1974) e “Vanity Fair” (1977).
vreeland 7

Diana viveu seus últimos anos de maneira extremamente modesta por nunca ter se preocupado com o futuro, quase cega e passando seus últimos meses de vida em cima de uma cama, acompanhada quase diariamente apenas por seu grande amigo e discípulo, André Leon Talley, atual editor da revista Numéro Rússia e por trinta anos ex-editor adjunto da Vogue America, hoje comandada por uma de suas grandes admiradoras, Anna Wintour. Morreu de um ataque cardíaco aos 86 anos, no Lenox Hill Hospital, em Nova York vreeland 8“Dinheiro ajuda a tomar café na cama. Estilo ajuda a descer uma escada.” Diana Vreeland

vreeland 6Não é difícil se apaixonar po Diana Vreeland, principalmente depois de assistir ao documentário “The Eye Has To Travel” de 2011. Encontrei a versão completa do documentário e resolvi compartilhar porque vale a pena ser visto!

Não é incrível? Espero que vocês tenham gostado do documentário assim como eu. Esse post e esse documentário me inspiraram a fazer uma versão da coluna “Why Don’t You…?” aqui pro Portal Olho Mágico! Fiquem ligadas! Logo logo estará no ar!

sources_wikipedia, pinterest, theredlist