“Simples Assim” Comédia de Martha Medeiros com Julia Lemmertz

Em uma produção original da Turbilhão de Ideias e apresentação do Circuito Cultural Bradesco Seguros, a peça Simples Assim estreia dia 01 e 02 de Novembro, Sexta 21h Sáb às 19h e 21h30 horas no Teatro Royal Tulip.

Baseado na obra da colunista do jornal O Globo e cronista Martha Medeiros, o texto foi adaptado pela própria autora, ao lado de Rosane Lima. No elenco estão Julia Lemmertz, Georgiana Góes e Pedroca Monteiro, sob a direção de Ernesto Piccolo. Em Belo Horizonte serão apenas 3 sessões com ingressos a partir de R$ 25,00.

A comédia reflete sobre o cotidiano, com muito humor e afeto, como é usual na obra da escritora, uma das mais celebradas cronistas brasileiras. Os atores se revezam em vários personagens, em dez cenas, numa estrutura inspirada em A Ronda, clássico do austríaco Arthur Schnitzler.

“Trazemos o espírito meio esquizofrênico desta época. A vida é difícil, mas a simplicidade salva. Corruptos existem, mas eles nada podem contra a morte. A tecnologia nos domina, mas o amor segue imperioso. Tudo se entrelaça. É um texto para rir e pensar sobre essa birutice toda”, comenta Martha Medeiros.

“As cenas exploram detalhes dessas relações no cotidiano, procurando o que permanece de humano nos personagens em meio a tantas transformações. Montar a peça hoje é abrir um espaço de pensamento e, ao mesmo tempo, de prazer para os espectadores, desejando que eles possam rir e refletir sobre nossa linda e atribulada humanidade”, conclui.

As duas coletâneas em que a peça se baseia reúnem cerca de 200 crônicas. Dessa pesquisa resultaram dez cenas, cada uma delas com duas ou três crônicas entrelaçadas. A livre adaptação do texto apresenta histórias entrecortadas que tratam das relações interpessoais no mundo contemporâneo, de um tempo acelerado e mediado por uma tecnologia invasiva e incontornável.

Rosane Lima explica que a estrutura do texto segue um modelo inspirado em A Ronda, clássico do austríaco Arthur Schnitzler, com cenas aparentemente independentes, mas com um personagem sempre se repetindo no quadro seguinte. 

Para Julia Lemmertz, a autora tem a capacidade de falar sobre coisas profundas de uma forma muito direta, conseguindo radiografar, através de suas crônicas, o caos dos dias atuais.

“Está todo mundo muito conectado em redes, links, mas pouco conectado com a pessoa que está do seu lado, com o presencial, o aqui agora. A peça vai colocando situações para que você reflita como é estar nesse mundo com essa quantidade de informação, de solicitações e como você se forma humano nisso. Como você permanece humano dentro de tanta demanda”, aponta.

Julia destaca ainda a universalidade e importância dos temas abordados no espetáculo. “É um momento de tantas coisas para se refletir. Ele se passa no Brasil, mas o mundo inteiro está assim. Estamos em uma convulsão geral, as pessoas estão em situação limite”, reflete. 

Pedroca Monteiro acrescenta que o espetáculo olha para o agora e aponta que, apesar de tudo, é necessário continuar.

 “E a Martha consegue traduzir tudo de uma maneira popular, que se comunica com todos”, elogia Georgiana Góes. O espetáculo propõe focar no que realmente importa, tenta alcançar a simplicidade, que é algo tão complexo e difícil. “É preciso buscar gente que converse e se escute, que se aproxime pelo afeto, pelo carinho, pela empatia, pelo interesse pela vida do outro. É trocar, ouvir e ser ouvido.”


A transposição para o palco

Uma das mais importantes escritoras brasileiras da atualidade, Martha Medeiros teve outras obras adaptadas para o teatro como Divã e Doidas e Santas, entre elas. É a primeira vez que ela assina também a versão do texto para o palco. “As peças foram adaptadas com liberdade total, com minha obra servindo como base, mas agora é diferente, não há uma releitura dos meus textos. Em Simples Assim, eles estão mais íntegros. Claro que há também a adaptação da craque Rosane Lima, mas o espírito da peça está mais sintonizado com o que escrevo nos jornais. Há um compromisso real com minhas ideias e meu espírito”, explica. 

O projeto nasceu de uma ideia do produtor Gustavo Nunes, em 2016, após um encontro com Martha Medeiros, em Porto Alegre. A parceria entre os dois rendeu também o canal da escritora no YouTube, M de Martha, que estreou no ano passado e prepara uma série de novos episódios ainda este ano. 

Diretor de Doidas e Santas, Ernesto Piccolo já é familiarizado com o universo da escritora e foi uma escolha natural. Amigo de longa data de Julia Lemmertz, é a primeira vez que a dirige. “Sempre sonhei trabalhar com ela”, celebra. 


Sinopse

A vida é difícil? A simplicidade salva. Corruptos existem, mas nada podem contra a morte. A tecnologia nos domina, mas o amor segue imperioso. A montagem propõe humor e reflexão para melhor enfrentar a época em que vivemos.


Ficha Técnica

Texto e adaptação: Martha Medeiros e Rosane Lima. Direção Artística: Ernesto Piccolo. Elenco: Julia Lemmertz, Georgiana Góes e Pedroca Monteiro. Produção e idealização: Gustavo Nunes. Cenografia: Clivia Cohen. Projeções Cênicas: Rico Vilarouca / Renato Vilarouca.  Figurino: Helena Araújo e Alfaiataria Conrado.  Luz: Felício Mafra. Trilha Sonora: Rodrigo Penna. Visagismo:  Uirandê Holanda. Produtora de Elenco: Yolanda Rodrigues. Preparação Corporal: Cristina Moura. Designer e Fotos: Victor Hugo Ceccato. 

Marketing/ Designer: Julliana Della Costa. Preparação Vocal: Rose Gonçalves. Cenógrafo Assistente: José Cohen. Cenotécnica: Humberto Silva e Humberto Silva Jr. Assistente de direção: Neuza Caribé Assistente Designer: Bruno Karvan. Assistente de Produção: Patrícia Nunes. Assistente Financeiro: Jéssica Veiga. Assistente de Diretor de Palco: Gleison Brito. Operador de Luz: Ari Nagô Operador Multimídia: Janser Barreto. Produção Executiva: Glauce Carvalho. Coordenação de Produção: Lúcia Souza. Financeiro e Prestação de Contas: Helber Santa Rita. Apoio: Lojas Pompéia e Veirano Advogados. Apresentado por Bradesco Seguros. Produção Original: Turbilhão de Ideias Entretenimento. Assessoria de Imprensa: Arteplural.


Ingressos

  • Sexta R$ 100,00 e R$ 50,00 (meia) 60,00 (ingresso social) com doação de 01 kg de alimento
  • Sábado 19h R$ 120,00 e R$ 60,00 (meia) R$70,00 (ingresso social) com doação de 01 kg de alimento
  • Sábado 21h30 R$120,00 e R$ 60,00 (meia) R$70,00 (ingresso social) com doação de 01 kg de alimento
  • Ingresso Popular: R$ 50,00 Inteira R$ 25,00 (meia) em todas as sessões

Classificação: 12 anos. Duração: 80 minutos. Gênero: Comédia. Lotação: 500 Lugares


Simples Assim

Temporada: 01 e 02 de Novembro | Sexta 21h  e Sábado às 19h e 21h30h  

Bilheteria: Antecipados na Belini 113 sul sem taxas e lojas bilheteria digital ou pelo site bilheteriadigital.com

Teatro Teatro Royal Tulip –  Hotel Royal Tulip – Ao lado do palácio da Alvorada.SHTN Trecho 1 Conj 1B – Asa Norte, Brasília – DF, 70800-200. Fone: 61 35425154